César Oliveira - O campo

Upraviť pieseň
Interpret: César Oliveira


César Oliveira - O campo (text piesne)



Parou o pampeano
Esbarrou um picaço
Estendeu-se o laço
Da ilhapa a presilha
Do outro lado um gateado
Cinchava uma pata
O boi berra e se estaca
Prevendo a sangria
Na ponta da faca
O destino é traçado
E o sangrador é cortado
Manchando as flexilhas

Afroxam-se os laços
O pampeano se ajoelha
Sobre a mancha vermelha
No chão do potreiro
A folha chairada
Já risca o couro
No ritual crioulo
De um pago fronteiro
Se foi mais um boi
Pra "corda" e municio
E o matambre pro vício
Do assado campeiro

A força do campo
Rebrota invernadas
Engorda a boiada
E sustenta a nação.
É a mesma contida e vivida
Ostentando esta vida
Deste sul de rincão.
E o campo de novo
Viçoso floresce
Pois tem alicerce
De várzea e coxilha
Renasce na morte
E se torna mais forte
Bebendo a sangria

E assim segue a lida
Tranqueando na estância
Firmando a costância
De manter existência
Levando a pecuária
Em ranchos e galpões
Em sobrados e mansões
Em longínquas querências
Pra que o mundo conheça
O valor de uma raça
Mostrando o que passa
O campo e sua essência.


Novinky v katalógu

Najpopulárnejšie piesne interpreta

Na Boca do Brete

César Oliveira

O campo

César Oliveira

Na Boca da Noite

César Oliveira

Baia Sebruna

César Oliveira

A Uma Tropilha Veiaca

César Oliveira

Na Forma

César Oliveira

Cabanha Toro Passo

César Oliveira

Ao Presentear Um Cavalo

César Oliveira

Cavalinho de Pau

César Oliveira

Alma de Fronteira

César Oliveira

Najčítanejšie